Como se tornar um(a) Facilitador(a) do Trabalho Que Reconecta

Uma das coisas mais fascinantes do TQR é que sua criadora, sendo fiel à visão sistêmica, nunca quis que formações e capacitações se tornassem pré-requisito indispensável para que a metodologia pudesse ser colocada em prática. Em outras palavras, o TQR é uma metodologia aberta, open source, e qualquer pessoa que se sinta conectada está autorizada a aplicá-la.

O texto abaixo está publicado no workthatreconnects.org e explica de forma muito clara esta visão com instruções para quem sente o chamado de colocar a mão na massa e facilitar processos de transformação – um passo a passo que vai dos estudos individuais até o aprofundamento em Programas de Desenvolvimento de Facilitadores.

Como se tornar um(a) Facilitador(a)
do Trabalho Que Reconecta
(Work That Reconnects)

As pessoas regularmente nos perguntam como elas podem aprender a facilitar o Trabalho Que Reconecta. Facilitadores(as) experientes ao redor do mundo começaram a oferecer programas de desenvolvimento de facilitadores(as) (veja a lista aqui), mas a maioria dos(as) facilitadores(as), até recentemente, ganharam suas habilidades de outras maneiras: ao participarem e ajudarem em tantos workshops e intensivos mais longos quanto fosse possível, e/ou ao organizar e praticar com grupos.

Já que o Trabalho Que Reconecta está disponível para todas as pessoas como um oferecimento “Open Source” (‘Fonte Aberta’) ou “Creative Commons”, certas diretrizes testadas com o tempo são o mais importante. Aqui estão algumas que nós passamos a ver como essenciais:

Diretrizes

Conheça Suas Raízes

Mergulhe na visão de mundo que anima este trabalho. O novo paradigma de pensamento da ciência e das tradições espirituais que são essenciais para este trabalho estão destilados nos livros da Joanna, especialmente nos quatro primeiros capítulos de “Coming Back To Life – Nossa Vida Como Gaia“, e também em “World As Lover, World As Self” e “Mutual Causality”. O livro “Esperança Ativa” de Joanna Macy e Chris Johnstone também é uma leitura essencial, e expõe a Espiral do Trabalho mais profundamente.


Siga com a Espiral

Reconheça e siga o poder da Espiral conforme ela se move pelos seus quatro estágios.


Escute as Pessoas

No Trabalho Que Reconecta, você está convidando as pessoas para falarem a verdade da experiência delas em um planeta ameaçado. Ao fazerem isto, as pessoas se abrem para o luto do nosso mundo e para a inteligência da Terra. Você pode confiar nisto. Isso gera o seu respeito: não há nada a consertar, a pregar ou a confortar.


Honre a Fonte e Compartilhe com Gratidão

Da mesma forma que você faz com qualquer coisa que você aprendeu com outra tradição ou corpo de trabalho, você vai querer atribuir o crédito a isto explicitamente, pelo bem da sua própria integridade. Igual à qualquer presente, a gratidão que você experiência vai te compelir a compartilhar este trabalho com outras pessoas.


Saiba Como O Trabalho Funciona e Experimente Ele Antes de Você Conduzi-lo ou Mudá-lo

Experiencie o Trabalho de forma prática e entenda os princípios fundamentais antes de você tentar facilitar. As práticas do trabalho podem mudar e se tornarem ainda mais relevantes conforme nós enfrentamos novos desafios. Deixe que qualquer mudanças que você fizer sejam baseadas num entendimento claro da forma original.


Seja Ativamente Engajado(a) na Grande Virada dentro da Sua Própria Vida

Participe de alguma forma em cada uma das três dimensões. Você precisará conhecer os desafios e alegrias, altos e baixos, lágrimas e risadas do ativismo comprometido se você quer ser autêntico(a) na sua facilitação deste trabalho.

Começando

Estude o livro “Nossa Vida Como Gaia: práticas para reconectar nossas vidas e nosso mundo” (atualmente esgotado em português mas disponível gratuitamente em espanhol) que é o nosso manual mais completo até hoje. Adicionalmente, leia cuidadosamente o livro “Esperança Ativa – Como Lidar com a Confusão em Que Estamos Sem Perder a Lucidez”.

Forme um grupo de estudo/prática, com quatro até doze pessoas, que se encontra regularmente. Estudar em grupo o livro “Nossa Vida Como Gaia”, os vídeos de treinamento, e outros materiais do website é uma maneira excelente de digerir a sabedoria interativa do Trabalho. Uma forma comprovada de ter a participação das pessoas é todas lerem para o grupo uma porção de teoria, e uma ou mais pessoas conduzirem um exercício. Participar de práticas pode fornecer compreensão e confiança.

Comece um grupo de estudos/práticas do livro “Esperança Ativa”. Visite o site www.activehope.info para aprender mais sobre o livro e sobre como começar um grupo de estudo. Guias de estudo estão disponíveis. Participantes compartilham a facilitação do grupo e o oferecimento de práticas. Apoiem uns aos outros com feedbacks para que todos(as) melhorem suas habilidades de facilitação.

Estude o site: WorkThatReconnects.org .

Lembre-se de ler o “Deep Times Journal” (e leia edições passadas) para ficar conectado(a) aos pensamentos e práticas do Trabalho surgindo, assim como à rede Work That Reconnects que está sempre expandindo.

Participe de workshops, ou webinares com a Joanna ou outros(as) facilitadores(as) (veja os próximos workshops que estão sendo oferecidos). Encontre facilitadores(as) na sua região (em workthatreconnects.org/facilitators) para pedir por apoio e orientação.

Aprofundando

Estude os vídeos de treinamento.


Comece oferendo workshops, treinamentos de um dia, e retiros,
preferencialmente junto com um(a) co-facilitador(a) experiente.


Nos últimos anos, nós reconhecemos a necessidade de lidar mais especificamente dentro do TQR com padrões de opressão da nossa sociedade. Nos tornamos mais alertas para maneiras como a participação em workshops pode ser mais aberta e honesta para todas as pessoas. 


Aqui está um site para você se educar sobre a comunidade de pessoas Surdas: www.deaflinx.com 


 Para aqueles(as) de nós que se identificam como brancos, podemos buscar um entendimento maior dos múltiplos efeitos do poder e do privilégio. Aqui estão dois artigos para ler, caso eles ainda não sejam familiares à você: Understanding White Privilege por Francis E. Kendall e Facing my White Privilege por Tara Brach.


Visite as seções de Evolving Edge e Eventos em workthatreconnects.org para ver mais informações e para listagem de workshops sobre este tópico. 


Leia a edição de Agosto de 2017 do Deep Times Journal. 


Facilitadores(as) Senior do TQR ao redor do mundo oferecem Programas de Desenvolvimento de Facilitadores para pessoas seriamente interessadas em se tornarem facilitadoras do Trabalho Que Reconecta, ou que querem compreender o Trabalho mais profundamente a fim de integrarem a sabedoria dele em outro trabalho da Grande Virada que fazem. Para uma lista parcial de programas, acesse: workthatreconnects.org/facilitators-development-programs-intensives

Compartilhando o Trabalho Que Reconecta

Após você ter ganho alguma experiência como um(a) facilitador(a), você pode se inscrever para aparecer na lista de facilitadores(as) no site workthatreconnects.org.

Após entrar na lista, você pode promover suas atividades do TQR através do site workthatreconnects.org

Compartilhe suas descobertas, novas práticas, sucessos e desafios, com a Rede internacional de facilitadores(as) do Trabalho Que Reconecta, para que nós possamos todos(as) aprender juntos(as).

Ofereça um webinar, palestra presencial ou um video, crie um blog para a Rede Work That Reconnects Network.

Escrito em inglês por Joanna Macy, Anne Symens-Bucher, e as(os) Weavers da Work That Reconnects Network. 

For more information contact admin@workthatreconnects.org 

Atualizado em 25 de agosto de 2019

O texto acima foi traduzido do site oficial do Work That Reconnects ( workthatreconnects.org/how-to-become-a-facilitator ) por Ormando MN, em dezembro de 2019.